Coren-SP vai apurar denúncia de Klara Castanho sobre vazamento de informações sigilosas

O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) afirmou, neste domingo (26), que vai apurar a denúncia da atriz Klara Castanho contra uma enfermeira. Ela, que ficou grávida depois de ter sido vítima de estupro e entregou a criança para a adoção, disse que a profissional ameaçou divulgar o caso para a imprensa. Uma carta aberta em que conta toda a situação foi publicada por Klara em seu perfil nas redes sociais (veja aqui). Nela, a artista faz um duro relato sobre a violência sexual, abordagens antiéticas de profissionais, a decisão de gestar o bebê e fazer a entrega voluntária logo depois do parto. Em nota, o Coren-SP informou que é de sua competência a investigação de situações em que haja infração ética praticada por pessoas da área, bem como a adoção de medidas previstas no Código de Processo Ético dos Conselhos de Enfermagem. De acordo com o órgão, a partir da denúncia, "seguirá os ritos e adotará os procedimentos necessários para a devida investigação, como ocorre em toda denúncia sobre o exercício profissional". "Assim, o Coren-SP ressalta a cautela necessária sejam tomadas as medidas corretas para a apuração dos fatos", ressaltou, manifestando solidariedade à atriz. "Tão logo venha a dispor das informações necessárias para a investigação, o Coren-SP reforça que todos os procedimentos para apuração serão devidamente realizados", finalizou. As informações são do G1.Bahia Noticias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.