Vitória recebe o Bahia no Barradão em clássico do Estadual

Jadson vai disputar o primeiro Ba-Vi da carreira; Marco Antônio venceu três, dos quatro Ba-Vi’s que jogou – Foto: Pietro Carpi | EC Vitória e Rafael Machaddo | EC Bahia

Times voltam a fazer clássico com time principal na competição; último Ba-Vi terminou empatado.

Todo Ba-Vi tem uma história, e o desta quarta-feira, 2, marcado para às 19h15, no Barradão, conta como Bahia e Vitória foram forçados a voltar a olhar com carinho para o Campeonato Baiano. Prova disso é que rubro-negros e tricolores vão com força máximo para o clássico, algo que não acontecia desde 2019 na competição estadual.

Foi justamente em 2019 que a dupla Ba-Vi passou a olhar para o Campeonato Baiano como segunda opção. Os dois times montaram equipes de aspirantes para disputar a competição enquanto o grupo principal entrava em campo pela Copa do Nordeste e pela Copa do Brasil, torneios mais valorizados pelas diretorias.2 triunfos tem o Vitória nos últimos quatro jogos em que enfrentou o rival Bahia com o time principal. As outras duas partidas terminaram empatadas. O Leão levou a melhor nos clássicos disputados pelo Nordestão 

Naquele ano, no entanto, o clássico do Baianão ainda foi disputado com força máxima. Mais de 35 mil torcedores assistiram a um empate sem gols na Fonte Nova. Depois disso, Bahia e Vitória voltaram a se enfrentar duas vezes pelo estadual, sempre com aspirantes ou reservas em campo.

Em 2020 o Tricolor levou a melhor e venceu o Rubro-Negro no Barradão, mesmo palco da partida desta noite. Curiosamente, Dado Cavalcanti, hoje treinador do Leão, comandou os aspirantes do Esquadrão naquela ocasião. Outra peça que estava em campo naquele dia e vai disputar o Ba-Vi desta quarta é Lucas Arcanjo, goleiro do Vitória.

Ano passado os times voltaram a esvaziar o clássico. O Bahia foi escalado mais uma vez com os aspirantes, e o Rubro-Negro, que já não contava mais com o grupo alternativo, rodou o elenco e mandou diversos reservas para o Estádio de Pituaçu, onde os times disputaram um Ba-Vi que terminou empatado sem gols.

O que leva os rivais a voltar a escalar força máxima no clássico desta quarta não é exatamente uma melhora no Campeonato Baiano, mas uma desvalorização dos próprios clubes. Com um duplo rebaixamento em 2021, Vitória e Bahia passaram a viver uma nova realidade financeira. O Leão já tinha desistido do time de aspirantes, e agora o Esquadrão seguiu pelo mesmo caminho.2017 Foi a última vez que o Bahia perdeu um Ba-Vi pelo Campeonato Baiano. Desde então Tricolor venceu quatro clássicos e empatou outros quatro. No período, o Esquadrão foi campeão estatual três vezes 

No caso do Vitória, existe ainda a situação do calendário. Se não valorizar o Campeonato Baiano, o Rubro-Negro vai valorizar o que? O time está fora da Copa do Nordeste em 2022 e tem apenas Copa do Brasil e Série C do Campeonato Brasileiro pela frente. Sendo que a Terceira Divisão só começa em abril, após o encerramento do Baianão.

Para o Bahia o estadual volta a aparecer como grande chance de título da temporada. O Tricolor ainda disputa a Copa do Nordeste, competição que é o atual campeão, mas sabe que já não figura entre os favoritos para ficar com a taça em 2022. 

Barradão

Retrospecto

Mandante no Ba-Vi desta noite, o Vitória tem um importante jejum para tentar encerrar. O Rubro-Negro não vence o rival pela competição estadual desde 2017. De lá para cá, foram disputados oito clássicos no Baianão, com quatro triunfos do Bahia e quatro empates. No mesmo período, o Leão venceu um título, e o Tricolor ficou com a taça três vezes.

Do outro lado, a torcida do Esquadrão também sente que o time está devendo. É que a última vez que o clube venceu o rival quando os dois entraram em campo com força máxima foi em 2018, ainda com o Vitória na Série A. Desde que o Leão foi rebaixado para a segunda divisão, o esperado domínio tricolor não aconteceu em Ba-Vi’s.

Foram quatro clássicos com força máxima entre 2019 e 2021. O Vitória venceu dois deles, ambos pela Copa do Nordeste. Nas outras duas ocasiões as equipes empataram, uma vez pelo Nordestão e outra pelo Campeonato Baiano.

Olho neles

Jadson e Marco Antônio são bons candidatos a protagonistas no Ba-Vi desta noite. Os meio-campistas são os responsáveis por municiar os atacantes e organizar as jogadas ofensivas de seus respectivos times.

Titular nos três jogos do Vitória até aqui, Jadson ainda não balançou as redes nem deu assistências, mas surpreendeu pelo condicionamento físico e disse que a jogada decisiva esta amadurecendo.

Do outro lado, Marco Antônio, com dois jogos disputados em 2022, fez boas exibições já balançou as redes.

O meia também tem um bom retrospecto contra o Vitória. Além de vencer três dos quatro clássicos que disputou, ele também levou a melhor quando enfrentou o Rubro-Negro com a camisa do Botafogo: uma vitória e um empate.


Vitória x Bahia – 4ª rodada do Campeonato Baiano

Local: Estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador, às 19h15

Árbitro: Marielson Alves Silva

Assistentes:  Elicarlos Franco de Oliveira e Jucimar dos Santos Dias

Vitória – Lucas Arcanjo; Iury, Alisson Cassiano, Ewerton Páscoa e Salomão; João Pedro, Eduardo, Jadson e Gabriel Santiago; Luidy e Guilherme Queiroz. T: Dado Cavalcanti.

Bahia – Danilo Fernandes; Jonathan, Ignácio, Luiz Otávio e Djalma; Rezende, Patrick de Lucca, Daniel e Raí; Marco Antônio e Rodallega. T: Guto Ferreira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.