Suspeito de triplo homicídio é preso em Feira de Santana

O crime teria sido motivado por um furto de R$ 35 mil e duas armas que pertenciam ao mandante do crime – Foto: Reprodução | Acorda Cidade.

O crime teria sido motivado por um furto, praticado por uma das vítimas.

Um homem de 58 anos, que não teve sua identidade revelada, suspeito de ser o mandante de um triplo homicídio que aconteceu em Feira de Santana no último domingo, 27,  foi preso nesta sexta-feira, 4.  Após se apresentar na Delegacia de Homicídios da cidade, ele foi intimado para prestar um depoimento, e, em seguida, foi decretado pela Justiça prisão preventiva. O acusado nega o crime. 

O motivo do crime seria um furto que uma das vítimas, Pedro José Correia dos Santos, teria praticado. Foram mortos Pedro José, a esposa, Jéssica Souza da Cruz, 28 anos, e a enteada dele, Mayla da Cruz Correia, de 11 anos. 

Segundo o Acorda Cidade, o suspeito registrou ocorrência do furto na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Feira. Na ocasião, ele já apontava Pedro José como suspeito. Cinco dias depois de registrar o boletim, ele foi à delegacia, e solicitou a retirada da queixa, afirmando que estava sendo vítima de ameaça. 

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Homicídios, Rodolfo Faro, “esse indivíduo é apontado, segundo as investigações, como o mandante deste triplo homicídio. O crime teria sido motivado em razão de um furto cometido pela vítima Pedro, da importância de R$ 35 mil e duas armas de fogo no final de janeiro deste ano”, disse o delegado Rodolfo Faro.

Rodolfo Faro, ainda informou que no decorrer das investigações foi identificado o autor dos disparos, o executor do crime, que é, segundo o delegado, um dos detentos que fugiram do Conjunto Penal de Feira de Santana, no último dia 24 de fevereiro.

As investigações também mostraram que o responsável por executar o crime, matando a família a tiros, foi um dos detentos que fugiram do Conjunto Penal de Feira no dia 24 de fevereiro, quatro dias antes dos homicídios. O atirador é ligado ao filho do homem apontado como mandante. A Tarde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.