Suíca pede vista e dará voto contrário ao fim da meia passagem durante pandemia em Salvador

O projeto de indicação da vereadora Lorena Brandão (PSC), que pede o fim da meia passagem de ônibus para estudantes durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), em Salvador, terá voto contrário do vice-líder da oposição Luiz Carlos Suíca (PT). Após pedir vista, o edil petista frisa que dará seu voto separado após apreciação da peça na última reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final (CCJ) da Câmara Municipal de Salvador, que se deu de forma remota na quinta-feira (16).

Neste domingo (19), Suíca detalhou que a sugestão da vereadora do PSC não tem sentido, já que os estudantes precisam se deslocar para poder ter acesso ao vale-alimentação que o governo estadual disponibilizou e, além do mais, é um direito garantido por lei. “O aludido projeto tem como objetivo a suspensão por tempo indeterminado da meia passagem para que os estudantes fiquem em casa. Sou contrário a esta iniciativa, solicitei vistas e vou apresentar voto em separada com pretensão de barrar essa medida”, destaca o edil.

Suíca sustenta que a vereadora Lorena “quer ajudar as empresas de ônibus a lucrarem durante esse momento de pandemia”. O petista reforça que as passagens subiram, que o orçamento das famílias diminuiu com as medidas de isolamento e que não concorda em retirada de direitos. “Temos de lembrar sempre que a tarifa de Salvador é uma das mais caras do país. Essas indicações atingem o povo e beneficiam empresas”. O vereador completa dizendo que “Lorena segue os mesmos preceitos do presidente que ela ajudou a eleger”.

Ascom do Vereador Luiz Carlos Suíca
Vitor Fernandes (DRT-2430)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *