Sudec indica que mais de 10 mil pessoas ficaram desalojadas ou desabrigadas após chuvas na Bahia

Foto: Divulgação/CBM-BA

Levantamento mostra que fortes tempestades no extremo sul do estado afetaram diretamente vida de mais de 69 mil pessoas; cinco morreram e 175 ficaram feridos.

O último levantamento realizado pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) junto aos municípios do estremo sul do estado indica que as tempestades na região afetaram diretamente a vida de 69.198 pessoas. As fortes chuvas ocorridas na última semana provocaram mortes, ferimentos e, sobretudo, tiraram as pessoas das suas casas.

Os dados da Sudec mostram que foram registradas de cinco mortes e 175 pessoas feridas até este domingo (12) nas cidades onde ocorreram enchnetes. Além disso, 6.472 pessoas ficaram desalojadas, ou seja, tiveram que sair das suas residências, e 3.744 ficaram desabrigadas, o que quer dizer que tiveram as suas casas destruídas. No total, 10.216 pessoas estão fora das suas casas no momento.

Em visita à região, o governador Rui Costa informou que novas medidas de reconstrução das casas perdidas serão anunciadas nesta segunda-feira (13). O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) também veio ao estado neste domingo para verificar a situação de emegência. A tragédia está chamando a atenção de todo o país, o que fez com que influenciadores na internet e artistas prestassem solidariedade às famílias baianas que enfretam a situação e mandassem ajuda aos municípios. Metro 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.