STF derruba condenação de Geddel e Lúcio com voto de Kassio Nunes e mais 2

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal derrubou por 3 votos a 1 a condenação do ex-ministro Geddel Vieira Lima e do irmão, o ex-deputado Lúcio Vieira Lima, pelo crime de associação criminosa no caso das malas com R$ 51 milhões de reais encontradas em um apartamento de Salvador (BA). A condenação por lavagem de dinheiro, contudo, foi mantida.

Votaram a favor Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Kassio Nunes. Gilmar entendeu que pelo fato de serem irmãos, Geddel e Lúcio não poderiam ser enquadrados em “associação criminosa”, pois já mantêm vínculos familiares. Lewandowski e Nunes seguiram o voto.

O relator, Edson Fachin, contudo, foi contra os pedidos da defesa. Com isso, a pena deles, foi reduzida em um ano e meio. A de Geddel caiu de 14 anos e dez meses para 13 anos e quatro meses, e de Lúcio de dez anos e meio para nove anos. Bocão News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.