Salvador não terá Lavagem de Itapuã em 2022

Foto: Valdemiro Lopes

Vereador lembra que funcionamento dos trens do Subúrbio foi suspenso há um ano.

O vereador Claudio Tinoco (Democratas) cobrou, na terça-feira (15), durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Salvador, uma solução do governador Rui Costa para a paralisação das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e a interrupção do funcionamento do trens do Subúrbio, o que ocorre há um ano. O vereador quer uma audiência pública para que o governo explique aos vereadores o que será feito com o VLT em Salvador.

Tinoco lembra que, “no dia 15 de fevereiro de 2021, o sistema de trens do Subúrbio parou de funcionar e a justificativa do governo para interrupção do serviço foi a realização de obras do VLT. No entanto, a obra está parada desde junho de 2021”.

Tinoco protestou na Tribuna da Câmara: “Há um ano, o Governo do Estado da Bahia suspendeu uma história de 160 anos de serviços que foram prestados à população baiana com uma promessa de construir um VLT. Segundo o governo, nós teríamos uma nova ligação ferroviária entre a Calçada, em Salvador, e Mapele, em Simões Filho. Passados 12 meses, a obra se encontra abandonada, paralisada desde junho de 2021, com problemas de financiamento. E quem mais sofre é a população mais pobre da cidade de Salvador, a população do Subúrbio”. 

Contrato

Tinoco destacou ainda em sua fala a notícia de um veículo de comunicação que informou a intenção do governo de encerrar o contrato da construção do VLT após pedido de reajuste de mais de R$ 1,5 bilhão.
 
“A caixa-preta do governo Rui Costa, que continua inacessível, não explica a situação de cerca de 14 mil pessoas que usavam os trens para locomoção diariamente. Eles pagavam 50 centavos para se deslocar e tiveram que pagar 800% a mais nos ônibus. Sem falar que desde 2013, quando o governo do estado assumiu a operação dos trens, o sucateamento foi intensificado, inclusive com a retirada de trens com ar condicionado”, lembrou Claudio Tinoco. 

“É preciso colocar a Bahia no trilho. A Bahia, que saiu do trilho, está canibalizando os trens”, finalizou o vereador.
 

Fonte da notícia: Assessoria do vereador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.