Robson Conceição começa melhor, mas perde disputa pelo título mundial

O boxeador baiano Robson Conceição foi derrotado pela primeira vez na carreira e adiou o sonho de conquistar um título mundial em luta nesta sexta-feira, 10,  na cidade de Tucson, no Arizona (EUA). Diante de Oscar Valdez, campeão do Conselho Mundial de Boxe (WBC), o brasileiro foi superado por pontos após 12 rounds de intensa troca de golpes.

Melhor durante os rounds iniciais, o brasileiro não se conformou e contestou o resultado, que apontou a vitória para o mexicano por 3 a 0 (duplo 115 a 112 e um surpreendente 117 a 110).

O brasileiro perdeu a chance de se tornar o sétimo brasileiro a ostentar um cinturão de uma das quatro principais entidades que regem a modalidade. Éder Jofre, Miguel de Oliveira, Acelino ‘Popó’, Waldermir ‘Sertão’, Rose Volante e Patrick Teixeira fazem a lista de nossos campeões.

Aos 32 anos, Robson, primeiro campeão olímpico de boxe do Brasil, agora ostenta um cartel profissional de 16 vitórias e uma derrota. Por sua vez, o mexicano, que contou com a presença do multicampeão Saul ‘Canelo’ Alvarez na torcida, anotou seu triunfo de número 30, em currículo que segue irretocável.

Em 2009, quando ainda competiam como amadores, os atletas mediram forças na Cidade do México, em disputa que foi vencida pelo brasileiro. Após 12 anos, Valdez, por pouco, não viu a oportunidade da revanche ser cancelada.

No mês passado, o mexicano foi flagrado em um exame antidoping pelo uso da substância fentermina. Após negar ter utilizado o produto, Valdez apelou judicialmente e foi liberado a competir após o tribunal entender que a quantidade encontrada do estimulante, de acordo com as normas internacionais, seria proibida apenas caso encontrada dias antes do confronto. A Tarde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.