Profissionais de saúde do Hospital Evangélico estão há mais de cinco meses sem salário


Os profissionais do Hospital Evangélico da Bahia, localizado no bairro de Brotas, em Salvador, estão com os salários atrasados há mais de cinco meses de acordo com denúncia feitas por colaboradores ao Bnews. A falta de pagamento foi confirmada pelo Sindicato dos Enfermeiros do Estado da Bahia (SEEB) que calcula que a situação atinge cerca de 400 pessoas de diversos setores da empresa. 

Segundo o marido de uma das técnicas de enfermagem do hospital, a esposa foi contratada em dezembro e, desde então, trabalha sem remuneração. Segundo ele, a direção afirma que não há previsão de quando irá quitar os salários acumulados.    

“Um absurdo porque durante essa pandemia os profissionais estão na linha de frente. Minha mulher já foi chamada para trabalhar temporariamente em outras empresas mas não vai porque está ‘presa’ lá, sem receber. Não há previsão [ de pagamento]”, contou sem se indentificar. 

Em janeiro deste ano, parte dos funcionários do hospital paralisou as atividades por falta de pagamento. Na ocasião, o grupo se reuniu em frente à unidade de saúde para um protesto. 

De acordo com a presidente do SEEB, Lúcia Duque, antes da pandemia, foi solicitado uma mediação junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT-BA). O acordo da direção do hospital era pagar pelos menos dois meses, o que, ainda de acordo com a presidente, não aconteceu. O Bnews não conseguiu contato com o hospital.

“Entramos então com uma ação e o juíz deu ordem de bloqueio das faturas de planos de saúde para quitar os salários. Eles estão passando por uma crise financeira por conta da má gestão e quem termina penalizado são os trabalhadores. Em plena pandemia os trabalhadores estão sem receber e sem nenhuma comunicação por parte da diretoria”, contou Lúcia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *