Prefeitura atua em encostas no Curuzu e Pero Vaz

Fotos: Valter Pontes/Secom

Em virtude das fortes chuvas que atingem Salvador esta semana, a Prefeitura vem reforçando as ações de prevenção de risco de desabamentos em regiões críticas da cidade. Na manhã desta terça-feira (10), o prefeito Bruno Reis entregou a obra de contenção da encosta da Rua Arthur Coelho, no Curuzu, e vistoriou a reconstrução de área de deslizamento na Travessa Nossa Senhora das Graças, no Pero Vaz. Participaram do evento a vice-prefeita, Ana Paula Matos; o secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Julio Santos, demais gestores municipais, autoridades e lideranças.

Prefeito_Bruno_Reis_Entrega_Encosta_Curuzu_Foto_Valter_Pontes_Secom_PMS

O prefeito ressaltou que, com a entrega, Salvador soma 354 áreas de risco protegidas na cidade. “Somente neste trecho, foram investidos mais de R$800 mil em uma área de 600 m², trazendo segurança para mais de 50 famílias, que, a partir de agora, vão dormir melhor, com a tranquilidade de saber que a encosta não vai ceder. A cidade está cada dia mais preparada para enfrentar estes momentos. São obras de drenagem, de proteção, monitoramento das encostas, previsão de fenômenos, garantindo a tranquilidade de quem vive em nossa cidade”, declarou Bruno Reis.

Prefeito_Bruno_Reis_Entrega_Encosta_Curuzu_Foto_Valter_Pontes_Secom_PMS

Totalmente construída com recursos próprios municipais, a contenção da Rua Arthur Coelho foi a obra mais votada do Programa Ouvindo Nosso Bairro. As ações empreendidas envolveram ainda obras de drenagem e construção de passeio.

“Além da cortina atirantada e solo grampeado, fizemos também serviço de drenagem, que é tão importante quanto a contenção, evitando os riscos de ocorrência de deslizamento de terra”, explicou o superintendente de Obras Públicas do município (Sucop), Orlando Castro.

Pero Vaz – Já a Travessa Nossa Senhora das Graças passa por obra de reconstrução de muro de contenção da encosta, situada em área de difícil acesso, cuja antiga estrutura desabou durante as fortes chuvas ocorridas na cidade em abril último. Para resolver o problema, está sendo aplicada a técnica de cortina atirantada, cuja primeira etapa está em fase de conclusão, e a intervenção total deve ser finalizada em até 120 dias, dependendo das condições de acesso e do tempo.

“Nenhuma cidade no mundo resiste a tanta chuva ao longo do ano, e o mau tempo está aí. Por isso tivemos o problema no Pero Vaz. Mas já iniciamos a intervenção, as equipes da Sempre já estão tratando do Aluguel Social e as pessoas estão sendo assistidas”, destacou o prefeito. Secom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.