Policiais militares são liberados após audiência de custódia

Os policiais são lotados na 2ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) – Foto: Divulgação

Os PMs responderão processo interno que pode resultar no afastamento dos policiais da corporação.

Três policiais militares, que foram presos em flagrante enquanto negociavam a venda de uma submetralhadora de produção artesanal, foram liberados após audiência de custódia, nesta quinta-feira, 27, em Salvador. 

Os suspeitos foram presos em flagrante no final da tarde de terça-feira, 25, no bairro do Barbalho. Eles são lotados na 2ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), na região de Nazaré.

De acordo com a corporação, um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado na esfera penal, além de um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) que pode resultar na expulsão dos servidores da polícia baiana.

A PM informou que recebeu a denúncia da transação e passou a fazer o acompanhamento do caso. No momento em que foram encontrados, um dos militares estava com o armamento dentro do próprio veículo.

Durante a abordagem, o militar confessou que a arma e as munições seriam vendidas a traficantes por R$ 5.300, porém a polícia não confirmou a informação. A Tarde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.