Polícia Federal apreende aeronave de ex-prefeito baiano

Ex-gestor está preso desde a última quinta (5).

A Polícia Federal informou que apreendeu uma aeronave registrada em nome da empresa do ex-prefeito de Ibititá e pré-candidato a deputado estadual, Cafu Barreto, nesta sexta-feira (6). 

Cafu está preso na sede da PF em Salvador desde quinta-feira (5), quando foi alvo da ‘Operação Rochedo’, que investiga fraudes em licitações na Educação e Saúde do município de Ibititá. De acordo com a PF, a organização criminosa era formada por empresários, agentes públicos, advogado, contadores e “laranjas”, e desviou mais de R$ 7 milhões durante as gestões de Cafu (2013/2016 e 2017/2020).

A polícia registra ainda que as contas da prefeitura daquela cidade referente ao exercício de 2020 foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM/BA).  

Segundo a PF, mais dois investigados que tiveram mandado de prisão temporária decretada pela 2ª Vara Federal de Salvador se apresentaram na Superintendência da Polícia Federal na Bahia, na tarde de sábado (7). Assim, ao todo são cinco presos até o momento em decorrência da Operação Rochedo. 

Nessa sexta, a Justiça Federal manteve, após audiência de custódia, a prisão de Cafu e outros dois investigados que foram presos na quinta. O ex-gestor foi detido em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Em nota divulgada nas redes sociais, Cafu diz confiar na Justiça e que tudo será esclarecido: “acreditamos que após a apuração dos fatos tudo será esclarecido e demonstrado que os processos aconteceram dentro da legalidade”. Bocão News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.