Nenhum estado do Brasil apresenta redução da transmissão de covid-19, diz Fiocruz

Os pesquisadores apontam ainda para o risco de flexibilizar o isolamento social nas grandes metrópoles.

A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) apontou hoje (26) que nenhum estado apresenta, até agora, sinais de redução da transmissão de covid-19. Os número relacionados aos casos confirmados e mortes permanecem altos em todo o país, o que, de acordo com cientistas, pode configurar um platô (patamar alto de transmissão que “pode se prolongar indefinidamente”). 

Os pesquisadores apontam ainda para o risco de flexibilizar o isolamento social nas grandes metrópoles. A análise mostra que a epidemia de coronavírus cresce nos municípios mais dependentes do sistema de saúde das grandes cidades, que correm o risco de ficarem novamente saturados por pacientes de localidades menores.

“O que acontece na região metropolitana se repete no interior com duas ou três semanas de atraso. Por isso é importante manter as medidas de isolamento, mesmo depois de passado o ‘pico’ nas capitais”, explica o epidemiologista Diego Xavier, em comunicado divulgado pela Fiocruz.

Os profissionais ainda alertam que a diminuição de atendimento de casos graves e o aumento da disponibilidade de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) não devem ser os únicos critérios a serem considerados no momento de adotar medidas de relaxamento. Metro1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *