Larissa Manoela e Enzo Celulari defendem distribuição gratuita de absorventes

MARTHA ALVES
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A atriz Larissa Manoela e o empreendedor social Enzo Celulari, um dos fundadores do Instituto Dadivar, participaram de uma ação social para discutir a pobreza menstrual e saúde feminina com 300 jovens, em uma escola no Jardim Ângela, zona Sul de São Paulo, neste domingo (29). Na ação, também foram distribuídos absorventes e produtos de higiene íntima para as participantes.

Celulari explicou que o Dadivar uniu a farmacêutica Cimed e a Dermafeme à ONG Plan International, que tem projetos ligados a causas femininas. Segundo ele, este é o primeiro de uma série de cinco eventos pelo Brasil, cada um deles apadrinhado por uma das embaixadoras Dermafeme, que aborda saúde femininas, gravidez na adolescência, direito a acesso a absorvente com as jovens e os familiares.

O empreendedor social revelou que esta é a primeira vez que o Instituto Dadivar, que atua em vários projetos sociais, promove uma ação voltada a uma causa tão importante como a pobreza menstrual e diz ter planos dele continuar a trabalhar com o tema. “Eu fiquei muito feliz não só de participar e poder ajudar a fazer isso acontecer, mas eu como homem também poder estar dentro de um tema como esse, quebrando tabus”, disse Celulari.

Larissa, que é embaixadora da campanha “Eu Sou Minhas Escolhas” da Dermafeme, falou que ficou emocionada de poder usar sua voz para falar sobre pobreza menstrual com jovens e mulheres. “Que bom que está se fazendo presente nos debates de hoje a pobreza menstrual porque de fato não é algo que nos impacta tendo privilégio, acesso facilmente a itens básicos de higiene”, afirmou a atriz, que pretende continuar apoiando a causa.

Sobre a promulgação em março da lei de distribuição de absorventes para mulheres de baixa renda, Celulari disse que ela é mais do que necessária e deveria ter sido aprovada há mais tempo. “Uma aprovação de lei muda muita coisa, faz muito sentido de fato e gera impacto no país inteiro. É um marco para esse tema e tomara que seja algo que tenha sido aprovado para se perpetuar de agora em diante eternamente”, enfatizou.

A atriz afirmou que a aprovação da lei é importante para colocar em prática atividades necessárias voltadas à saúde da mulher e também dar espaço para outras causas, conseguindo ainda mais apoio de marcas, artistas e das pessoas. “Que a gente possa não só usar esse lugar, mas sim a lei pública para poder de fato fazer com que isso [distribuição de absorventes] aconteça e seja acessível para todos os públicos no Brasil”, disse Larissa Manoela.

Noticias ao Minuto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.