Grupo de hackers pode ter feito quase mil vítimas nos três Poderes, aponta PF

Conforme a Polícia Federal, os hackers são estelionatários e pretendiam conseguir benefícios em dinheiro.

Os hackers que invadiram os celulares do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e de outras autoridades podem ter acessado dados de quase mil integrantes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, de acordo com a Polícia Federal.

Conforme as investigações, os hackers são estelionatários e pretendiam conseguir benefícios em dinheiro. A identificação do grupo foi iniciada há alguns dias, a partir de investigações que incluíram apreensões e buscas em São Paulo, Araraquara e Ribeirão Preto, informa a jornalista Cristiana Lôbo, do G1.

A pena para crime de invasão de celular ou hackeamento é relativamente pequena, porém, se o ato foi praticado quase mil vezes, a punição deverá ser aplicada de forma proporcional. Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *