Embaixada do Brasil pede atenção aos brasileiros que estão na Ucrânia

Foto: Reprodução

Brasileiros em Donetsk e Luhansk devem a deixar as províncias.

A Embaixada do Brasil em Kiev, na Ucrânia, emitiu hoje (19) um comunicado aos brasileiros que estão naquele país recomendando mais atenção e pedindo que evitem visitas às províncias de Donetsk e Luhansk. Segundo a Embaixada, a recomendação está no “contexto do aumento das violações de cessar-fogo registradas na linha de contato no leste da Ucrânia”.

Para os brasileiros que já estão nesses locais, a orientação é para que deixem as províncias imediatamente. “A Embaixada do Brasil em Kiev recomenda aos brasileiros no país redobrar a atenção e evitar visitas às províncias ucranianas de Donetsk e Luhansk. Aconselha-se aos cidadãos que já estejam nessas regiões que considerem deixá-las sem demora”, afirmou.

Os brasileiros na Ucrânia precisam também ficar atentos à possibilidade de novos cancelamentos ou adiamento de voos internacionais na próxima semana. “A empresa aérea Lufthansa anunciou esta tarde que vai suspender temporariamente seus voos de Kiev e Odessa a partir de segunda-feira, dia 21/2, e pelo menos até o final do mês”, informou no comunicado.

Ontem (18), o embaixador do Brasil na Ucrânia e na Moldova, Norton de Andrade Mello Rapesta, já tinha divulgado uma nota para brasileiros residentes ou em visita aos dois países, segundo ele, “com o objetivo de permitir que a Embaixada do Brasil em Kiev tenha um panorama mais correto da comunidade brasileira na Ucrânia e na Moldova, bem como de seu tamanho, perfil e distribuição geográfica”.

Para isso, o embaixador pediu que os cidadãos brasileiros no país preenchessem um formulário. “A medida permitirá que a Embaixada possa, se necessário, comunicar-se de forma mais eficiente com a comunidade brasileira residente ou em visita a estes países”.

De acordo com Rapesta, o registro é um instrumento importante para divulgação de informações úteis e para a transmissão de orientações em caso de situações emergenciais de qualquer natureza.

“Embora não seja obrigatório, recomendo que todos dediquem uma pequena parcela de seu tempo para preencher o formulário de registro, no link. Os cidadãos que já se registraram recentemente não precisam repetir o processo”.

A nota termina com a informação de que nos termos do Decreto 7.724, que regulamenta a Lei de Acesso à Informação, “as informações prestadas são confidenciais, de uso reservado do Setor Consular e somente poderão ser compartilhadas mediante a autorização expressa do interessado.
Conto com a colaboração de todos para otimizar a qualidade dos serviços prestados à nossa comunidade”.

O acúmulo de 150 mil soldados da Rússia, nas fronteiras com a Ucrânia, tem causado tensão em vários países pelo temor de uma invasão. O governo de Moscou quer evitar que a Ucrânia se torne mais um membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), sob a justificativa de garantir a própria segurança. A Rússia quer um compromisso do governo de Kiev de que não entrará para a aliança. Líderes de países ocidentais prometem sanções severas caso a Rússia invada a Ucrânia. Metro 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.