Eleições: Trump prorroga estado de emergência nos Estados Unidos

O documento publicado cita ‘ameaça de interferência estrangeira ou enfraquecimento da confiança pública nas eleições dos EUA’ como motivo.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump publicou nesta quinta-feira (10), uma Ordem Executiva que prolonga do estado de emergência, declarado em setembro de 2018. Segundo o documento, o objetivo é lidar com a ameaça incomum de interferência estrangeira nas eleições deste ano.

O estado de emergência amplia os poderes de Trump e permite que ele retire verba de outros departamentos para outros fins. Na ocasião da declaração dos estado de emergência, Trump queria construir um muro na fronteira do país com o México.

Agora, o documento cita “ameaça incomum e extraordinária à segurança nacional e à política externa dos Estados Unidos Estados constituídos pela ameaça de interferência estrangeira ou enfraquecimento da confiança pública nas eleições dos Estados Unidos”.

Na ordem executiva, Trump afirma que embora não existam ainda evidências de algum tipo de interferência, “as potências estrangeiras têm procurado historicamente explorar o sistema político aberto e livre da América”.

Segundo o documento, essa suposta interferência poderia se dar através da internet devido “a proliferação de dispositivos digitais e comunicações”. Ele acredita que é possível interferir nos resultados através de aparelhos eletrônicos, e consequentemente interferir na contagem dos votos. Além da circulação de propagandas irregulares. R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *