Cruzeiro condena canto homofóbico da torcida em jogo contra o Grêmio

O Cruzeiro condenou o grito homofóbico da sua torcida contra o povo gaúcho neste domingo (8). Os apoiadores da Raposa entoaram um canto com frase preconceituosa durante a vitória do time sobre o Grêmio por 1 a 0, no Independência, pela sexta rodada da Série B. "Temos a torcida mais incrível e NÃO PRECISAMOS DE CANTOS HOMOFÓBICOS para demonstrar isso. O Cruzeiro reitera o pedido para que qualquer canto nesse sentido nunca mais esteja em nossos ou quaisquer outros jogos. Combinado assim?", condenou o clube mineiro através de nota. Apesar do canto ter sido ouvido no Independência, o árbitro Flavio Rodrigues de Souza (Fifa) não registrou o ocorrido na súmula da partida. Além disso, ele também não relatou o arremesso de duas bombas em direção à torcida da Raposa, que teriam sido jogadas por torcedores gremistas. Por outro lado, o juiz informou que dois copos de cerveja foram vistos dentro do campo logo após o gol de Rodrigo Ferreira, aos 27 minutos do primeiro tempo, que definiu o placar do jogo. "Cumpro informar que, aos 27 minutos do primeiro tempo, após a marcação do gol da equipe do Cruzeiro SAF, foi arremessado dois copos de cervejas dentro do campo de jogo, um no meio de campo próximo onde se encontrava o banco de reservas da equipe do Grêmio e outro atrás do gol da equipe visitante próximo aos fotógrafos. Informo ainda que ambos vieram de onde se encontrava a torcida do Cruzeiro SAF", escreveu o árbitro. Com a vitória, o Cruzeiro assumiu a segunda colocação na tabela de classificação ao somar 13 pontos, mesma pontuação do líder Bahia, mas está em desvantagem no saldo de gols. O Grêmio caiu para o quarto lugar ao permanecer com 10. Na sétima rodada, o Cruzeiro visita o Náutico, no próximo domingo (15), nos Aflitos.Bahia Noticias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.