Armeira se exime de culpa e acusa produtores por morte de diretora

Advogados de Hannah Gutierrez-Reed disseram ainda que sua cliente está ‘desolada e fora de si’ com os eventos ocorridos.

Hannah Gutierrez-Reed, armeira-chefe de Rust, é uma das figuras centrais da tragédia que envolveu Alec Baldwin e levou à morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, depois de um disparo acidental feito pelo ator veterano.

Os advogados dela emitiram um comunicado oficial informando que Hannah está “desolada e fora de si” com os eventos desde então. Eles ainda informaram que sua cliente se exime de culpa pelo ocorrido, e responsabiliza os produtores do longa pela morte de Halyna.

“A segurança é a prioridade número um de Hannah no set. Em última análise, esse set nunca teria sido comprometido se a munição real não fosse introduzida. Hannah não tem ideia de onde vieram os projéteis reais.” No documento, os representantes da armeira também dizem que os produtores a sobrecarregaram com mais de uma função.

“Hannah foi contratada para duas posições nesse filme, o que tornou extremamente difícil se concentrar em seu trabalho como armeira. Ela lutou por treinamento, dias para manter as armas e tempo adequado para se preparar para o tiroteio, mas acabou sendo anulada pela produção e seu departamento. Todo o conjunto de produção tornou-se inseguro devido a vários fatores, incluindo a falta de reuniões de segurança”, diz a papelada. 

O caso segue sendo investigado pela polícia do condado de Santa Fé, Novo México, Estados Unidos. R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.