Após título da Copa 2 de Julho, técnico do sub-15 do Bahia ressalta evolução da equipe

O Bahia foi o grande campeão da Copa 2 de Julho nesta quarta-feira (13) após empatar em 1 a 1 no tempo normal e superar o Canaã na disputa de pênaltis dentro do estádio de Pituaçu. Dono de uma campanha invicta, o sub-15 tricolor soube lidar com o favoritismo e cresceu ao longo da competição. Foi o que explicou o técnico do time, Reinan Kaique. “O sentimento é de gratidão e felicidade por estar à frente desse grupo. Entramos como favoritos e os meninos precisam assumir esse protagonismo. Tiveram que lidar com o favoritismo e jogo a jogo foram crescendo. O grupo precisava sair pronto para as próximas competições e estamos ficando prontos nesse sentido”, disse. Ao longo de 2022, os juvenis do CT Evaristo de Macedo ainda vão disputar a Copa Nike e o Campeonato Baiano. Com a melhor expectativa, o treinador espera bons resultados. “As perspectivas são as melhores. A gente viaja na próxima semana para a Copa Nike, que é uma competição chave. Conseguimos ter esse convite para participar da competição e em seguida vamos ter o Campeonato Baiano. Entramos com a ideia de ser o favorito para buscar o título, coisa que no ano passado não conseguimos”, pontuou. A base do Bahia tem conseguido resultados importantes nos últimos meses. Além do título da Copa 2 de Julho, o sub-20 foi campeão estadual e o sub-17 chegou até a semifinal da Copa do Brasil da respectiva categoria.Bahia Noticias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.