Após fechar 227 estabelecimentos irregulares, prefeito de Feira promete cassar alvarás

Decreto editado por Colbert Martins proíbe a abertura de empreendimentos que não prestem serviços essenciais durante a pandemia.

A Prefeitura de Feira de Santana fechou ao menos 227 estabelecimentos que atuavam na cidade de forma irregular. O balanço inclui notificações contabilizadas até a manhã deste sábado (30).

Um decreto municipal, que vale até a próxima segunda-feira (1º), proíbe a abertura de empreendimentos que não prestem serviços essenciais durante a pandemia do novo coronavírus.

O prefeito Colbert Martins (MDB) afirmou que, caso os estabelecimentos insistam em funcionar sem autorização, poderá tomar medidas mais duras.

“O próximo passo vai ser cassar o alvará de funcionamento destes estabelecimentos que estão reiteradamente contrariando as decisões da prefeitura e do governo do Estado para evitar aglomerações. Temos que evitar reuniões em bares. Temos que evitar jogo de futebol. É preciso ficar em casa para não se contaminar e também levar a doença para sua família”, declarou o prefeito. bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *