Águas Claras: Homicídio de mototaxista e facções travam guerra por ponto onde será nova Rodoviária

Moradores do bairro de Águas Claras, em Salvador, não aguentam mais a violência desenfreada provocada por guerra de facções na região.

Na noite de quinta-feira (06/01), um rapaz foi assassinado por volta das 20h, no Loteamento Condor. De acordo com a fonte do Informe Baiano, a vítima era conhecida como ‘Gui’ e trabalhava como mototaxista. Ele foi atingido por vários tiros e morreu na hora.

Ainda segundo a fonte do IB, o autor do crime seria um sobrinho de Jhá, que é o chefe do tráfico da região. “Mandam e desmandam por aqui, fazem o querem. Agridem e intimidam moradores. E a gente, que trabalha, fica no meio do fogo cruzado”, relatou a fonte do IB.

“Já tem alguns dias a gente passando esses momentos de terror. Durante as noites geralmente homens armados passam pela rua expondo armas de fogo e se escondem em becos para ficar de ‘vigia’ da rua. E por volta de 1 hora da madrugada começam a trocar tiros com rivais. Isso eu vejo na Rua Celika Nogueira, a rua da antiga Cesta Povo. Mas no Condor e nos outros lugares, mesma coisa”, desabafou.

“Isso já vem acontecendo desde antes do Natal. Na quarta-feira também de noite teve troca de tiros. Eles estavam com armas automáticas e de grosso calibre. Não sabemos a motivação das guerras, mas provavelmente disputa pelo tráfico na área da Rua Celika Nogueira, já que a Rodoviária vai ser próximo do local. Teve um dia que foram mais de 20 minutos de tiroteio”, finaliza o morador. Informe Baiano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.