Porta-voz diz que Glenn Greenwald cometeu crime, mas não especifica qual

Os questionamentos sobre o crime foram feitos por jornalistas do UOL, Folha de S. Paulo e O Globo

Porta-voz da Presidência, Otávio Reg Barros afirmou ontem que não há dúvida de que o jornalista Glenn Greenwald cometeu crimes. Greenwald é editor do The Intercept Brasil, site que tem divulgado conversas privadas do ex-juiz Sergio Moro e de membros do Ministério Público. 

A reportagem do UOL perguntou a Rego Barros qual seria o crime de Glenn. “Há alguma dúvida do crime? Sobre o crime que foi cometido pelo jornalista? Por parte do presidente não há dúvida”, respondeu o general.

Os questionamentos sobre o crime foram feitos por jornalistas do UOL, Folha de S. Paulo e O Globo. O porta-voz disse que a invasão de celulares é “crime e ponto final” e que Bolsonaro “sequer” colocou em xeque a liberdade de imprensa.

Metro1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *