Faroeste: PF fotografou dinheiro de propina para desembargadora do TJ-BA


APolícia Federal registrou em vídeos e fotos uma entrega de R$ 250 mil de propina que, segundo as investigações, teria como destinatária final a desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia, Sandra Inês Rusciolelli. As imagens foram publicadas pelo jornal O Globo. Ela foi presa desde o último dia 24 de março na quinta fase da Operação Faroeste.

Leia também: PF apreendeu R$ 250 mil com desembargadora alvo de nova fase da Faroeste

Por meio de uma ação controlada realizada com auxílio de um delator, segundo a publicação, a PF conseguiu carimbar notas de dinheiro e localizá-las com a desembargadora. Com base nesse material, a polícia e a Procuradoria-Geral da República solicitaram a prisão temporária de Sandra Inês e dois advogados envolvidos na negociação – um deles filho da desembargadora, Vasco Rusciollelli.

De acordo com as investigações, houve um acerto de propina no valor de R$ 1 milhão para que a desembargadora concedesse uma decisão em janeiro deste ano. O advogado Júlio César Ferreira, que assinou um acordo de colaboração premiada, foi acompanhado pela Polícia Federal quando foi receber uma caixa de dinheiro do advogado Vanderlei Chilante, que representava um produtor rural interessado em uma decisão da desembargadora referente a um milionário esquema de grilagem no oeste da Bahia. Bocão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *